quarta-feira, 1 de setembro de 2010








''Procurei em meu coração a resposta de tanto sofrer,
Procurei em minha mente uma razão que pudesse me satisfazer,
Que pudesse explicar o porque,
E me fizesse entender essa profunda tristeza que de quando em quando toma conta do meu ser...

Procurei incansavelmente por qualquer explicação,
Qualquer que fosse, mesmo sem sentido ao menos para me fornecer o mínimo de acalento,
Procurei por alguem que pudesse me socorrer,
Me dar amparo e me tirar desse tormento,
Mas descobri que estava sozinha e isso me entristeceu,
Me perguntei:
Onde está o amor que você me prometeu?
Onde está todo o carinho que disseste que era meu?
E então chorei,
Mergulhei em um abismo total,
Descobri que tudo era uma ilusão,
E então olhei minha face no espelho,
Quem eu vi não se parecia em nada com quem um dia eu fui...
E então eu chorei:
Por todo amor que perdi,
Por todo amor que deixei escapar,
Chorei por horas e horas,
Tudo parecia um pesadelo,
Pensei que nunca iria despertar...


E entre lágrimas e soluços adormeci,
Não sei se foi de intensa dor,
Mas dormi por horas um sono profundo que acho até que me fez bem,
Juntamente com o amanhecer despertei e tive que me recompor,
Precisava juntar meus pedaços,
Não tinha mais forças para continuar,
Não tinha um motivo para viver,
Mas olhei por um instante pela janela e acho que até sorri.''


Um comentário:

Docristo disse...

Perfeitamente lindo amor
como sempre
suas poesias monstram um sentimento humano
que pouco conseguem expressar
por isso e mas
que eu ate hj sou louco por vc
te amo minha cigana