quinta-feira, 23 de dezembro de 2010


''Derramei as ultimas lágrimas que haviam me restado,
Sucumbi ao cansaço de tamanha desilusão,
Me perdi em pensamentos que dilaceraram por completo o meu coração...

Adormeci,

Meu sono tão intenso quanto a morte me levando a um mundo paralelo em que a única companheira fiel era a intensa dor da sua partida.

Mas confesso que não aguardo teu regresso,
Não sonho com a possibilidade de te reconquistar,
Prefiro a companhia da solidão,
Ao menos sei que ela jamais irá me abandonar.''

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010


´´Ela tem o mundo em suas mãos,
Ela domina por completo quem estar ao seu redor,
Ela é a dona do meu coração,
E para ela nada disso importa,
Nada faz o menor sentido,
Por isso ela anda livremente...

Nada consegue a incomodar,
Nem mesmos minhas lágrimas de dor conseguem lhe emocionar,
Pensei por diversas vezes em me matar para chamar sua atenção,
Pensei que só assim ela iria olhar para mim,

Ri de meu devaneio,
Ri por seu um ser tão inultil,
E andei por ai também livremente,
Encontrei com ela e também não mais me importei,
Ela também olhou para mim e foi como se não existe nada a sua frente...

E ela foi embora,
Assim como chegou partiu,
Sem marcas,
Sem lágrimas,
Apenas dona de seu caminho,
Apenas senhora de seu tempo,
Dona de seu incerto destino.''

terça-feira, 7 de dezembro de 2010



''No olhar daquela moça,
Dentre tantos outros olhares,
Encontrei por fim minha verdadeira paz,

No olhar daquela doce criatura pude enfim me encontrar,
Era tão bela, ao menos eu a via assim,
Era serena, dona de movimentos suaves,
Não sei ao certo o que me conquistou...

Confesso não entender o real motivo deste encontro,
Talvez o meu desejo por amar,
Ou apenas uma imagem projetada do meu pobre coração.''

terça-feira, 30 de novembro de 2010




''Hoje mergulhei em um mundo de ilusões,
Decidi ficar lá segura enquanto meus temores tentam me atormentar,
Prometo que um dia regressarei para lhe buscar,
Por enquanto só necessito de um pouco de paz,
Não desejei partir,
Tudo foi apenas uma fatalidade,
Mas confesso que agora até consigo sorrir...

Não sei ao certo onde vim parar,
Só sinto que aqui é realmente o meu lugar,
Aqui eu me sinto verdadeiramente em paz,
Todos os dias penso em voltar a ver você,
Mas aqui é mais seguro para mim,

Hoje descobrir como ficar realmente em paz,
Nada mais consegue me atingir,
Estou nos braços de um anjo,
E ele sorri para mim...''

sexta-feira, 26 de novembro de 2010


Busque em mim apenas o conforto de uma breve melancolia,
Apenas posso conceder-lhes um tanto de nostalgia do que um dia foi bom,
Hoje nada mais consegue dar-me prazer a não ser a esperança e a ilusão que agem em meu organismo como uma droga me causando a euforia frustrante de uma falsa salvação.

Busque em mim apenas os sorrisos sem emoção,
Pois sou apenas uma sombra do que um dia eu fui e nada em mim restou se não a mascara da aceitação,
Afinal não me cabe julgar se é boa ou não esta vida que está ai apenas com a intenção de ser vivida e não nos faz qualquer promessa de trazer satisfação.



quinta-feira, 25 de novembro de 2010



''Presa a medos infantis,
Outra vez entro em conflito,
Grito sem motivo na esperança de espantar o que me dói.

Me agarro a tolas convicções que em nada me ajudam,
Apenas me isolam neste espaço que creio ser meu,
Nada desejo ver,
Acredito que ninguém no mundo pode me entender,

Nada me importa,
Estou segura enquanto não cruzar a linha de fronteira,
Para você isso tudo é loucura,
Para mim é o que necessito para viver.''

segunda-feira, 25 de outubro de 2010


''Ok, vamos falar em liberdade,
Vamos falar em suavidade,
Não levar tudo tão a sério.

Necessitamos de um tempo só para relaxar,
Um tempo,
Todos temos só nos falta entender isso,

Ok, vamos falar de amor,
Esquecer um pouco a maudade,
Dar-nos um ao outro um pouco de confiança,
Sem o ciúme fazer-nos desesperar.''

sexta-feira, 22 de outubro de 2010


''Momentos raros são os momentos em que somos realmente felizes,
Sorrisos estampam nosso rosto com naturalidade,
Nada nos incomoda com facilidade.

O mundo não parece ter tanto maldade,
Porque somos felizes e nada importa,
Até os beijos parecem mais apaixonados,
Cada toque e nos entregamos com toda a intensidade.

Nossa alma parece mais leve,
Quase acreditamos ser eterna essa sensação,
Mas não se iluda...
São apenas momentos mas que marcam por toda uma vida nosso pobre coração.''

sexta-feira, 15 de outubro de 2010



''É Paixão,
Fogo que  invade e me consome por completo,
Que desvia meus pensamentos,
Me transforma ...

É Amor,
Quando a chama nunca se apaga,
Quando vivo pensando em ti mesmo que na minha vida só hajam tormentos...

É Paixão,
Quando a pele queima de desejo,
Quando suspiro só de imaginar seus beijos,
Quando em mim o desejo domina e nada mais...

É Amor,
Quando o calor que me invade aquece mais que o corpo,
Aquece alma, corpo e o coração...''


quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Sagrado porque é Eterno


''Sagrado para mim são as lembranças que em um coração não morrem jamais,
São aqueles sentimentos que dos outros se distinguem de maneira intensa e natural,
São aqueles amores eternos que deixamos escondidos mas que afloram sempre em nossos travesseiros.

Sagrado e eterno são os momentos que quase não duram um segundo mais que nos marcam por uma vida,
São aquelas risadas por qualquer motivo,
Aqueles amigos que achamos ter esquecido, mas que quando pensamos em alegria em nossa mente reaparecem instantaneamente.
São aqueles beijos roubados,

O nosso primeiro ''Eu te amo'' com sinceridade.

Sagrado para mim é tudo que se mantém eterno mesmo quando tudo que queremos é esquecer...''

quarta-feira, 13 de outubro de 2010


''Perdi a capacidade de sonhar,
Meus sonhos foram murchando um por um,
Vi tudo que almejava ser me negado dia após dia,

Me fiz de forte,
Tentei disfarçar...

Tudo em vão pois as lágrimas insistiram em rolar,
Meus sonhos já nem me recordo quais eram,
Entretanto os pesadelos que ficaram sei que sempre irão me atormentar.''

sábado, 9 de outubro de 2010


''Minha alma sucumbe de tanta dor,
Olho ao me redor em vão, pois ao meu lado você não está,

Olho-me no espelho e noto,
Quem eu sou nada se parece com quem sonhei em ser,

Desilusão...

Minha alma sangra por tamanha dor que agora martiriza meu ingênuo coração.''

sábado, 2 de outubro de 2010

Segredo meu...


''Dizes que ás vezes não sei onde ir,
Que vivo pedindo a sua orientação,
Que deveria ser mas independente.

Sinto que ás vezes você se irrita quando te sigo por ai,
Quando te encho de perguntas sem sentido,

Mas peço que tenhas paciência,
Não sou tão boba quanto pareço,
É que ás vezes me faço de menina,
Quando me canso das dores de mulher...''

sexta-feira, 1 de outubro de 2010



''Dizem que amar é uma virtude,
Dizem ser uma dádiva ter alguém a quem amar...
Mas não lhe informam sobre as desventuras,
E as vezes a amargura que vêm os corações apaixonados atormentar...

Eu que tenho coração calejado,
Não por tanto ter amado,
Mas sim  por tanto sofrer,
Das tristezas e dos desamores nada mais tenho a aprender...''

domingo, 26 de setembro de 2010


''Dizem que os anjos não possuem a capacidade de amar,
Não podem se entregar por completo a outro ser,
Tenho pena desses seres, que nunca conhecerão a intensa alegria de amar, mas confesso tenho uma profunda inveja pois também nunca conhecerão a amargura profunda de um desamor.''

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Dona




''Dona de meus pensamentos,
Serei teu servo para todo sempre,
Quero estar condenado a servir-te por eras,
Sempre a seus pés estarei
Minha Dona...
Dama da noite que me enfeitiçou,
A seu lado me sinto como uma criança que nada sabe alem de ti admirar,
Minha Senhora não quero qualquer consideração por mim,
Só desejo servir-te,
És delicada demais para que eu possa possuir-te...
Minha dona,
Minha eterna obsessão.''

quinta-feira, 9 de setembro de 2010




'Deixei-me levar por pensamentos profanos,
Sucumbi a desejos ocultos,
Me expus sem pudores,
Enlouqueci...

Deixei-me levar por ilusões,
Entreguei meu corpo a falsas paixões,
Enlouqueci...

Deixei minha alma exposta para ser atacada sem piedade,
Fui machucada e hoje não aguento de tanta dor...

Enlouqueci?
Ou talvez agora tenha recuperado minha sanidade mental,
Admitindo que no mundo não há lugar para intensas paixões,
Não há lugar para sentimentos vulgares e que as pessoas como eu são completamente descartaveis....

Enlouqueci.''

quarta-feira, 8 de setembro de 2010


''Caminhei por horas sem destino,
Sentei-me em banco de uma praça qualquer,
Ventava muito mas não sentia frio,
Estava completamente entregue a meus pensamentos.
Pensava em tudo que aconteceu,
Nos momentos que juntos passamos,
Pensava em quando você se foi,
Chorei...
Chorei como uma criança,
Estava me sentindo tão sozinha,
Nem senti quando começou a chover,
Os pingos de chuva se misturaram a minhas lágrimas,
Lavou meu rosto, limpou minha alma,
Não sei direito porque mas nesse momento eu sorri.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

''Tomei consciência de minha condição inútil,
Vi e entendi que não controlo nada em minha vida,
Em minhas mão nem a morte pode estar...

Tomei consciência de que nada faz sentido,
De que a felicidade não existe e que nada me resta além de tentar sobreviver,
E que este abismo em que me encontro é tão profundo que jamais dele sairei...

Tomei coragem e olhei-me no espelho,
Entrei em total desespero por me deparar com o que me tornei e vê que morrer em meu olhar o brilho inocente da junventude que desfaleceu e junto levou meus sonhos...

Hoje me deparei com a imagem que tanto evitei,
E chorei, chorei por horas sem qualquer tentativa de me controlar,
Nada mais importa,
Porque nada mais poderá me salvar...''





''Recordo-me de um tempo onde eu sorria sem medo,
Onde o mundo fazia sentido,
Onde eu podia sair sem medo,
Podia amar intensamente e me entregar por inteiro,

Recordo-me com saudade de um tempo que jamais irá regressar,
Creio derramar até algumas lágrimas e alguns suspiros,
Mas então lembro que nesse mesmo tempo alegre conheci uma tristeza tão profunda que me fez assim...

Amargurado,
Desconfiado,

Hoje vivo meus dias todos iguais,
Sem qualquer sombra do que fui,
Apenas me recordo de um tempo em que eu era capaz de sonhar...''

quarta-feira, 1 de setembro de 2010








''Procurei em meu coração a resposta de tanto sofrer,
Procurei em minha mente uma razão que pudesse me satisfazer,
Que pudesse explicar o porque,
E me fizesse entender essa profunda tristeza que de quando em quando toma conta do meu ser...

Procurei incansavelmente por qualquer explicação,
Qualquer que fosse, mesmo sem sentido ao menos para me fornecer o mínimo de acalento,
Procurei por alguem que pudesse me socorrer,
Me dar amparo e me tirar desse tormento,
Mas descobri que estava sozinha e isso me entristeceu,
Me perguntei:
Onde está o amor que você me prometeu?
Onde está todo o carinho que disseste que era meu?
E então chorei,
Mergulhei em um abismo total,
Descobri que tudo era uma ilusão,
E então olhei minha face no espelho,
Quem eu vi não se parecia em nada com quem um dia eu fui...
E então eu chorei:
Por todo amor que perdi,
Por todo amor que deixei escapar,
Chorei por horas e horas,
Tudo parecia um pesadelo,
Pensei que nunca iria despertar...


E entre lágrimas e soluços adormeci,
Não sei se foi de intensa dor,
Mas dormi por horas um sono profundo que acho até que me fez bem,
Juntamente com o amanhecer despertei e tive que me recompor,
Precisava juntar meus pedaços,
Não tinha mais forças para continuar,
Não tinha um motivo para viver,
Mas olhei por um instante pela janela e acho que até sorri.''


quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Lembranças Eternas

Por favor não me esqueças, não poderia suportar sua indiferença;
Ainda sinto seu perfume, teus beijos tão ardentes ainda queimam em meus lábios;
Faz tanto tempo que não me recordo quem partiu primeiro se foi eu ou foi você,só sei que tenho saudade do teu abraço que me protegia dos perigos do mundo;
Em teu colo fui criança e em tua cama fui mulher me transformei para te satisfazer, mas não foi o suficiente, meus sacrifícios não significaram nada para você;
Então você se foi, ou eu que parti por não suportar tanta ingratidão.
E contudo o que restou? Lembranças que nem o tempo será capaz de apagar,
Mas talvez você já tenha me esquecido ou esteja tentando deixar de me amar, se adianta implorar ''Não me esqueças'', ao menos nas lembranças preciso te amar.
Talvez o tempo um dia consiga retirar de mim as lembranças do teu cheiro, do teu gosto e o som da tua voz, mas as palavras de amor que dedicastes a mim guardei em meu coração e de lá ninguém poderá arrancar.



terça-feira, 29 de junho de 2010

Da magia á sedução



''Da magia a sedução
Me vi hipnotizado,
Totalmente a mercê de suas vontades...

Da magia a sedução,
Eu nem consegui perceber,
Quando enfim olhei para mim era tarde,
Meu mundo era você...

Da magia a sedução,
Fostes me envolvendo por completo até se tornar dona de minha existência,
Em mim não há mais nada que não seja você.''

Olhe para mim...



''Preciso que olhe para mim,
Não estou mais usando máscaras, deixarei que veja como realmente sou,
Tente não demonstrar sua aflição ao perceber que por mim nutria apenas uma mera ilusão.
Minha personalidade é um tanto abstrata, creio que minhas qualidades foi você que inventou,

Preciso que você me enxergue.
Não como querias que eu fosse,
Gostaria que notasse o que na verdade eu sempre tentei esconder,
Minhas falhas e meus defeitos poderão me fazer te perder,
Minhas constantes mudanças de humor irritam você por completo,
Sei que não entendes porque tudo isso agora,
Mas nem eu mesmo sei o porque talvez seja esse meu estranho desejo de me libertar,
Essa estranha necessidade de que olhes realmente para mim...''

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Meu maior defeito...


''Olho ao meu redor e fico triste,
Me desespero ao perceber que tudo que almejo não posso ter,
Todos me parecem tão felizes,
Tão mais satisfeitos,
Creio que o problema esteja comigo,
Em não ter aprendido a aproveitar o que consigo conquistar,
Mas o que posso fazer se sempre almejo um pouco mais?
Meu pecado é sempre querer e nunca apreciar...''