quinta-feira, 9 de abril de 2009

Madrugada inconstante


Na madrugada sinto um calafrio intenso,
Ando solitaria,
Sinto medo!
Mas sei que não virá ninguem para me socorrer,
Não preciso de ajuda,
Mas sinto medo,
Não sei ao certo do que sinto medo,
Mas sinto medo,
Meu tormento na madrugada,
Meu desespero constante,
Meu pesadelo real,

Um calafrio,
Um grito sufocante,
E o desespero se apossa de mim,
Um grito,
O desespero,
Uma certeza...
Não existe salvação,
E o medo não me deixa voltar a dormir...''


by Angel



Um comentário:

†_Lord Derek Haskqeny_† disse...

sempre vou vir aki visitar vc...^^
e gosto do quie vc escreve